Nove suspeitas de febre amarela foram registradas em MT em 2019

por Por G1 MT — publicado 17/01/2020 10h49, última modificação 17/01/2020 10h49 Por G1 MT
Ainda de acordo com a SES, nenhum caso foi registrado nos 16 primeiros dias deste ano.

No ano passado, nove casos de febre amarela foram notificados em Mato Grosso, mas nenhum foi confirmado, conforme dados da Secretaria Estadual de Saúde (SES-MT).

Ainda de acordo com a SES, nenhum caso foi registrado nos 16 primeiros dias deste ano.

Em 2019, o maior número de suspeitas do caso foi registrado em Lucas do Rio Verde, a 360 km de Cuiabá, com quatro notificações.

Uma suspeita de febre amarela foi registrada em Cuiabá, uma em Confresa, uma Itiquira, uma em Nossa Senhora do Livramento e uma em Pontes e Lacerda.

 

Brasil

 

De julho de 2019 a 8 de janeiro deste ano, 327 casos suspeitos de febre amarela em humanos foram notificados ao Ministério da Saúde, mas apenas um foi confirmado, no Pará.

Entre janeiro e junho de 2019, 14 pessoas morreram devido à febre amarela no Brasil.

Atualmente, o Brasil tem apenas registros de febre amarela silvestre, transmitida por mosquitos que vivem no campo e florestas. Os últimos casos de febre amarela urbana foram registrados em 1942, no Acre.

A febre amarela causa sintomas como dor de cabeça, febre baixa, fraqueza e vômitos, dores musculares e nas articulações. Em sua fase mais grave, pode causar inflamação no fígado e nos rins, sangramentos na pele e levar à morte.

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.